Google+ Followers

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

VERDADEIRO BUDISMO – A ILUMINAÇÃO VEIO AOS HUMANOS COMO DÁDIVA




                    Originalmente,  não era desejo do Buda  SAKYAMUNI  renascer neste Planeta Terra para propagar o SUTRA DE LÓTUS DA LEI MARAVILHOSA.  Seu desejo era renascer num Mundo em evolução  que estivesse no Estado de NIN (tranquilidade)  ou  TEN  (Alegria).  

               Entretanto,  ao penetrar na   Corrente do Renascimento e Morte, perdeu o controle da escolha e  renasceu neste Mundo SAHA (Terra),  quando os humanos ainda não estavam preparados para entender o ensinamento Supremo do VERDADEIRO BUDISMO, pois viviam e ainda vivem nos Mundos dos Estados de  JIGOKU, GAKI, TIKUSHO e SHURA  (Inferno, Fome, Animalidade e Ira)  e   parece não desejarem mudar de Plano pelo próximo MAHA-KALPA.  Neste Mundo SAHA prevalece a má índole dos Três Poderosos Inimigos (AVAREZA, IRA e ESTUPIDEZ).

               O Thatagata  parece  lamentar àquela escolha, quando  afirmou expressamente:

     “”” No passado sentei-me eretamente no local de meditação sob a árvore Bodhi durante seis anos e alcancei a SUPREMA ILUMINAÇÃO (Estado de Buda).   Quando observei  todos os fenômenos ( fatos, atos e pessoas)  com a visão de um BUDA, concluí que não poderia expor minha Iluminação, exatamente como ela era.”””
      (Buda SAKYAMUNI – Sutra Muryogui). 

            O Budismo chegou à China no ano de 67 (d.C), levado por KASHYAPAMATANGA, um intelectual da Índia Central que dominava o idioma chinês e era versado no Budismo Hinayana e Mahayana, atendendo um convite do Rei da Dinastia MING, ocasião em que construiu o primeiro Templo Budista na cidade de LOYANG no ano de 67 (d.C.).

                O Budismo foi introduzido no Japão no ano de 552 (d.C.),  levado por Monges de PAECKE, um antigo Reino Peninsular da COREIA.  De 1283, primeiro ano após a morte do Buda Original NICHIREN DAISHONIN, até o ano de 1930, os Sutras e os Ensinos Budistas ficaram enclausurados com o Clero Budista Japonês, que temia sua propagação para os leigos.

               Segundo o Calendário Budista, aceito pelos países que adotam seus Ensinos, mil anos após a morte do Buda, foi que esse Ensino foi introduzido na China.   Mas levaram, aproximadamente, seiscentos anos para que todos os Sutras Budistas chegassem à  China, levados por vários Sábios e tradutores, consistindo em SUTRA (Doutrinas), VINAYA (Regras Monásticas), ABHIDHARMA (Tratados dos Sábios e Discípulos do Buda), PRAJNA-PARAMITA  (Ensinamentos para se adquirir a Sabedoria)  e DARANI( Ensinos Místicos e Esotéricos).

               Anos após os primeiros Sutras entrarem na China, quando um novo Sábio chegava com um novo Sutra,  o Ensino  era recebido com intensa animosidade pelos Ensinos existentes e se travavam os mais intensos debates, inclusive com a intervenção dos Imperadores. Os Sábios e Estudiosos se dividiram em  várias Escolas de  propagação como   KUSHA, JOJITSU, RITSU, HOSSO, SANRON, KEGON, TENDAI, SINGON, ZEN e JODO.  O Buda havia  proibido a propagação do  SUTRA DE LÓTUS DA LEI MARAVILHOSA  pelo prazo de  dois mil anos após a sua morte.

               Os Ensinos dos Sutras  foram  classificados como    HINAYANA, MAHAYANA, PROVISÓRIOS, VERDADEIROS, TEÓRICOS, ESSENCIAIS, EXOTÉRICOS e ESOTÉRICOS.  Começaram debates infindáveis  e acalorados na China entre as Escolas com acusações, traições, plágios, adulterações  e falsificações dos textos sagrados.   Cada uma  requerendo  a supremacia do Ensino de sua Escola e as benesses do Governo.

               Os debates só acabaram na China quando o Bonzo TIEN-TAI (538-597 -  d.C. – China) da Seita TENDAI (que defendia o Sutra de Lótus) venceu em debate público  as Escolas do Norte e do Sul da China.  Na verdade, TIEN-TAI era e é um  dos Bodhisattva Mahasattva mais poderoso e importante do  Universo.  Já nos dias do Buda SAKYAMUNI, TIE-TAI apareceu ao lado do Buda para auxiliá-lo na pregação do SUTRA DE LÓTUS DA LEI MARAVILHOSA (Nam-Myoho-Rengue-Kyo), utilizando o nome de renascimento da   Ordem Budista de Bodhisattva YAKUO.   

               TIEN-TAI renasceu, ainda,  no Japão com o Título Honorífico de Grande Mestre DENGYO (767-822 – Japão) para vencer os debates  pela Escola TENDAI com as outras Escolas, diante do Imperador e amainar as discordâncias entre os Ensinos, pois naquela época, por Decreto do Buda SAKYAMUNI, o SUTRA DE LÓTUS DA LEI MARAVILHOSA ainda não podia ser propagado.

                A Sabedoria do Bodhisattva Mahasattva YAKUO (na Índia), Grande Mestre TIEN-TAI (na China) e  Grande Mestre DENGYO (no Japão)  é conhecida entre todos os Bodhisattva, Deuses e Budas do Universo, reverenciado desde o Infinito Passado como Bodhisattva REI DA MEDICINA.  Seu auxílio ao Buda SAKYAMUNI na propagação do SUTRA DE LÓTUS DA LEI MARAVILHOSA foi tão prestimoso, que o 23º.  Capítulo do  Sutra de Lótus  é dedicado à vida e a Iluminação desse Bodhisattva. 

               Passados os dois mil anos, estabelecidos pelo Buda e entrando a Terra na  ERA DOS ÚLTIMOS DIAS DA LEI, no ano de 1253, o Buda Original NICHIREN DAISHONIN, já sabendo previamente das atrocidades que lhe aconteceriam no Japão ,  proclamou abertamente no  Templo que estudou desde a sua infância,  pela primeira vez, após a morte do Buda SAKYAMUNI, o “NAM-MYOHO-RENGUE-KYO”.  Durante essa proclamação, o Bonzo Chefe do Templo,  onde o Buda residia já preparava a ROTA DE FUGA do seu aluno preferido, o Buda NICHIREN.

               O Clero Budista do Japão das dez Seitas dos ENSINOS PROVISÓRIOS, incluindo o Imperador Japonês e seu Governo, que por decreto tinha nomeado a Seita JODO (Terra Pura) como protetora da nação, lançaram-se sobre o Buda NICHIREN como Demônios Famintos, obrigando-o a fugir, mesmo assim, os guerreiros que tentaram matá-lo,  quebraram um dos seus braços no ataque frustrado durante a sua fuga.

               A partir desse dia, o Buda Original NICHIREN DAISHONIN  nunca mais teve sossego.  Condenado  injustamente para ser decapitado, escapou milagrosamente com o aparecimento repentino  de uma luz no céu na madrugada escura daquela noite,  segundos antes do golpe fatal,  que deixou o executor  imperial e seus cavaleiros, momentaneamente, cegos (Dharani). A execução foi suspensa.

                Condenado ao exílio para morrer na Ilha de  Sado  (Japão), depois anistiado,  sobreviveu COMENDO  GRAMA. Tudo isso porque esse Planeta Terra é domínio do Rei Demônio do Sexto Céu.   Na ERA DE MAPPO a PROVA  (Fenômenos Celestes e Aparições Divinas - Dharani) estão proibidos.

               Se a troca  imposta pela  LEI  DO DHARMA, para que  o  Buda SAKYAMUNI,  que desejava renascer e expor os seus Ensinos nos mundos NIN e TEN  e não no Mundo SAHA (Terra), não tivesse sido feita,  jamais  nos encontraríamos com o DAIMUKU DO SUTRA DE LÓTUS,  nem em um milhão de nayuta-assogui de eternidades  no futuro  e jamais atingiríamos o ESTADO DE BUDA.  Neste Mundo SAHA (Terra) os humanos são míseras PRESAS.  Os PREDADORES são os DEMÔNIOS DO  SEXTO CÉU, responsáveis pelas epidemias globais, como  fome, calamidades, peste e guerras.   frnbao-.

Fontes Consultadas:
Sutra de Lótus da Lei Maravilhosa
Gosho Zenshu
Saddharma-Pundarika-Sutra
Miao-Fa-Lien-Hua-Ching
Muryogui Sutra
Ninno-Hannya-Haramitsu-Kyo
Hiyu-Sutra
nichirenlibrary.org
thebuddhismsociety.org
pt.wikipedia.org
pacuacuritiba.com
Annie Wood Besant
Abidatsuma-Kusha-Ron











BUDA ORIGINAL NICHIREN DAISHONIN

BUDA ORIGINAL NICHIREN DAISHONIN